21 de out de 2010

Um novo começo...

por Marco Nascimento


Daqui dez dias minha vida vai mudar. Ah, se vai...

Não estou prevendo meu futuro, não fui a uma cartomante, ou algo do tipo, mas tenho certeza que algo novo acontecerá pra mim. Não estou dizendo que irei ficar milionário, até porque não jogo na Mega Sena, nem que meu tão sonhado emprego na televisão eu já tenha conquistado, mas é que decidi parar de adiar decisões em minha vida. Por isso irá mudar.

Crescemos em meio a sonhos e fantasias, imaginando como será nosso futuro. Em nossa caminhada até a fase adulta, fazemos milhares de planos e sonhamos em trabalhar nas mais diversas profissões. De motorista de ônibus a um grande executivo. De secretária a dona de uma grande e renomada loja de roupas. E quem nunca pensou em ser professor hein!?

Mas, a cada novo ano de vida, obtemos novos conhecimentos e vamos formando nossa personalidade, nossa mente e nossas metas. Aqueles sonhos de criança que cresceram junto a nós, hoje já não são mais os mesmo. Talvez tenha mudado o sonho, ou ainda o sonho é o mesmo, porém a intensidade é diferente.

Aquela enorme vontade de ser um grande executivo poderoso fica lá atrás e surge em nós o amor por outra profissão, a qual amaremos e nos dedicaremos mais. Pode ser também que o sonho aumente ainda mais com o tempo, e ai passamos a ver que aquele sonho de criança, na real é a nossa verdadeira profissão.

Até chegar à etapa final da realização do nosso sonho, precisamos antes passar pelas mais diversas situações, as quais farão com que tenhamos persistência na realização, ou não, do mesmo. Além de nem sempre contar com o apoio das pessoas em nossa caminhada, afinal, o sonho é nosso, e para muitos, isso pode ser apenas uma loucura.

Tantos sonhos e planos são feitos e desfeitos diariamente em nossa busca pela realização pessoal. Mas em nossa corrida pela simples felicidade muitas vezes pensamos mais nos outros, do que em nós mesmos.

Hoje tenho a certeza que minha vida irá mudar, pois decidi viver a minha felicidade, a minha vida. Pode até soar como egoísmo, mas se não for para eu ser feliz, o que eu vim fazer neste mundo?

Então, se pra você televisão pode ser chato, pra mim, não é. Se ler não é legal, eu não concordo. Se quero ouvir Sandy, Ivete Sangalo ou Pitty, e daí? É a mim que tenho que fazer feliz.

Não são as pessoas que tem que mudar, mas sim você. Vá atrás do seu sonho, da sua vontade, da sua felicidade, afinal, só você sabe o que você realmente quer e deseja, por isso, seja feliz!

Abraço!

Obs.: Não estou dizendo para que você não ame mais ninguém, que não faça o bem, pelo contrário, faça o bem sempre e seja você a sua prioridade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário