20 de out de 2010

Meu primeiro passo!

por Marcelo Frazão


Tantos caminhos, vertentes a escolher...

Recorro ao passado, mas tenho medo de me perder, fugindo de mim eu só consigo me confundir ainda mais. Como diria a música “me olho no espelho e nem sei mais quem sou, porque tem que ser assim, tanto desencontro, mágoa e dor”. Já me disseram que o que eu preciso é me entregar, vou me guardar pra mim, ver a vida da janela como um filme sem fim.

Como uma cachoeira deságua num rio de ilusões, o futuro realmente não me pertence, mas é o presente que me encanta e me faz viver... Decidi fazer uma viagem por dentro do meu próprio eu. Encontrei sentimentos que pelo caminho se perderam e outros por sua vez encontraram um belo lugarzinho para viver.

Me sinto tão complicado, o mundo me fez assim, tão imperfeito e dono de mim. Me impulsionaram a viver e finalmente parei de olhar pela janela e abri a porta para finalmente ver.

2 comentários:

  1. Marcelo,
    belíssimo texto!! Me lembra muito uma poesia, do nosso saudoso Drummond...seja bem vindo!!!

    Mil bjs ♥

    ResponderExcluir
  2. Obrigado pelo carinho... Agora estarei aki sempre com vcs ! Rsrs ... Marco valeu pelo convite ! ;)

    Beijãoo !

    ResponderExcluir