12 de ago de 2011

Querida Branquinha...

por Mariana Perez

"Como qualquer um que passou muito tempo com os gatos já sabem, os gatos têm uma enorme paciência com as limitações da mente humana."
(Clevelant Amory)



Confesso que quando chegou a nossa casa, eu e você sabemos o quanto relutei pra que não ficasse, pois sabia que hora ou outra esse sentimento apareceria, e não seriam nós os seus donos, você sim teria o total controle dos nossos corações.

Primeiro ficou no portão com a Flávia lhe dando comida, em seguida estava na garagem dormindo em uma das cadeiras, e para meu desespero (e alívio sim, porque eu me preocupava com você na rua por causa dos carros!) já estava deitada no sofá espalhando seus pelos, na contribuição da minha alergia.

Tudo aconteceu no momento certo, e acabou nos conquistado com seu amor e olhar de ternura em pouco tempo... Tempo esse suficiente pra sentirmos a sua falta, e nos preocuparmos se você já havia entrado para que se fechasse o portão.

Foi a melhor mãe que já vimos... Nas duas gravidezes foi esplêndida na arte de doação, que acredito que seja esse negócio surreal de ser mãe.

Há alguns dias, quando a vi dentro da gaiola, imóvel, só respirando, devido a pancada na cabeça, lhe confesso que um dos sentimentos que menos me assombra, apareceu: O PESSIMISMO!

Vendo-a naquele estado, em coma, sem nem abrir os olhos pra me ver ali do seu lado, foi como se a sua alma já não estivesse mais ali pra que eu pudesse colocá-la rápido dentro do carro, e correr pra nossa casa!

Quando trouxeram você daquela sala para irmos embora, o instante em que me reconheceu, com aqueles olhos apertados devido a claridade, eu senti que em algum momento a nossa Branquinha estava ali, mais frágil do que nunca... mas estava ali! E existem alguns que dizem que os gatos não se apegam aos donos, somente a casa... Tolos humanos!

O movimento das suas pernas vai voltar aos poucos, nisso sim eu acredito até o fim.

E fique tranquila que dará tudo certo minha flor... Nós a amamos, e vamos cuidar de você até o fim!

Que Deus te proteja... com carinho...

Mariana

 
Um final de semana iluminado ♥

3 comentários:

  1. simplesmente emocionante!

    Grande abraço Mariana!

    ResponderExcluir
  2. Sabe quando eu fui colocando ela pra dentro e deixando que ela fosse tomando conta das nossas vidas, no fundo eu não tinha idéia do que estava fazendo, só sabemos quando perdemos o chão, quando percebemos que somos mais frágeis que simples gatinhos, mas ainda temos quem faça algo por nos, e nós fizemos por ela Mariana, eu quando a salvei das ruas e vc quando a salvou da morte! Ela esta viva e em casa! Ainda não anda, mas está viva e por mais que corte os nossos corações quando a vemos assim em nenhum momento a abandonamos! Grande beijo filha! Flávia perez.

    ResponderExcluir
  3. NELI RAMOS (PORTUGAL)12 de ago de 2011 11:50:00

    MARIANA, A ACOMPANHO SEMANALMENTE E PELA PRIMEIRA VEZ ME EMOCIONEI PROFUNDAMENTE!
    REALMENTE MUITAS PESSOAS NÃO CONSEGUEM ENTENDER AS RELAÇÕES E SENTIMENTOS QUE ENVOLVE O ANIMAL E SEU DONO!MESMO LONGE DO NOSSO PAÍS, PERCEBO O QUANTO OUTRAS PESSOAS NO MUNDO TODO AINDA SE PREOCUPAM COM ESSAS VIDAS ENVIADAS POR DEUS.
    SUA DEMONSTRAÇÃO DE AFETO POR ELA, É UMAS DA MAIS BELAS FORMAS DE AMAR O PRÓXIMO.
    UM FORTE ABRAÇO, E QUE DEUS CUIDE DE TODA DA SUA FAMILIA...E DA SUA BRANQUINHA!

    ResponderExcluir