10 de dez de 2010

Quem eu sou?

por Mariana Perez


"Eu sou do tamanho daquilo que sinto, que vejo e que faço,
não do tamanho que os outros me enxergam."
(Bob Marley)

O cabelo liso herdei da mãe.

Os olhos grandes foi meu pai.

O amor platônico, com certeza foram os contos de fadas. (não sei quem disse que aquilo faz bem).

O físico volumoso, família paterna culpada.

A molecagem foi a infância.

 
A psicologia, com certeza não foi dos consultórios.

O jeito cômico, claro, amigos próximos.

A insatisfação estética foi a TV.

A leitura foi a 1º série.


A desconfiança advém das mentiras que já me contaram.

Dores, paixões não cicatrizadas.

A noção de amor eterno foi a Julieta.

O acúmulo de informações inúteis foi o sistema educacional.


A vontade de ver muitas coisas, uma coceirinha em conhecer detalhes das pessoas, um amor imenso por animais, reflexão intensiva e involuntária diariamente, lágrimas ocultas, o gosto pelo colorido, a esquisitice, os longos períodos solteira, o desprezo á gente banal.

Essas coisinhas imperceptíveis aos olhos da multidão, detalhes da minha personalidade, vêm dessa coisa entranha que chamam de alma...


Um final de semana iluminado ♥

3 comentários:

  1. Ai gente, que tudo esse texto!!
    Amei muito mesmo!!!
    Lindo!!!

    ResponderExcluir
  2. Mariana, as suas descrições são sempre precisas e delicadas!
    Uma graça de texto!!!

    bjs

    ResponderExcluir
  3. Lindo seu texto! Muito simples e sensível!

    Um final de semana iluminado pra vc tbm! ;)

    ResponderExcluir