2 de fev de 2012

Uma palavra pode mudar tudo

por Fabi Prado


Ultimamente noto que o ser humano tem sido dotado de um orgulho desproporcional. Só não entendo o porquê disso. Ora, se viemos todos do mesmo lugar e para o mesmo lugar iremos (lugar que iremos = debaixo da terra), de onde vem tanto orgulho, tanta falta de humildade, tanto despudor?

Vejo isso em todos os lugares, em todas as situações. Tem gente que não é capaz de “fechar” sem querer o outro motorista e desculpar-se. Tem gente que pisa no pé do outro que está ao lado e finge que não fez nada. Tem gente que acusa sem saber e não tem a coragem de reconhecer e dizer que se enganou.

A verdade é uma só: como somos orgulhosos, mesquinhos, como somos pobres em espírito, como nos achamos superiores. Infelizmente nos esquecemos que o dia que morrermos, TODOS vamos “cheirar” o mesmo fétido e insuportável odor enquanto estiver a nossa carne apodrecendo a dez palmos.

Ou será que alguém pensa que vai morrer e não vai feder? Será que alguém pensa que viverá eternamente? Sem essa. A natureza se encarrega de não deixar que a vida se perpetue com o prazo de validade vencido.

O que custa desculpar-se diante de um engano? Será que é tão difícil assim sermos humildes?

É gratificante ouvir um “Desculpe-me” assim como é ainda mais gratificante oferecer um “Desculpe-me” e ver o outro sorrir, aceitando suas desculpas. É humano, é limpo, é educado, é revigorante.

Deveríamos experimentar mais o perdão.

Ainda que não haja o arrependimento pelo engano, o mínimo que deveria haver é o respeito pelo outro.

Que o ser humano tem sido a pior coisa da face da terra, eu sei e concordo, mas daí a um sentir soberba sobre o outro e não ter a delicadeza de desculpar-se diante de um equívoco, já é demais!

Haja paciência com a espécie humana!

Amigos, findo-me por aqui. Aquele abraço e até a semana que vem, se Deus quiser.

Ih, Falei!

Nenhum comentário:

Postar um comentário