21 de fev de 2012

Abraço!

por Marco Nascimento


Mais simples que abrir lata de leite condensado. Mais gostoso que brigadeiro de panela. Um abraço em qualquer hora do dia, em qualquer grau de intensidade, sempre é a melhor opção para qualquer sintoma de felicidade ou de tristeza.

Abrir os braços, e depois fechá-los com alguém entre eles, é a mais pura e gostosa sensação que há. Seja para quem está abraçando, ou para quem está sendo abraçado.

Pode ser um abraço de bom dia. Um abraço de chegada ou partida. Abraço de consolo. De irmão. De primo. Ou de namorado. Um abraço de urso. De amigo. De aniversário. Um abraço sem motivo (que muitas vezes são os melhores). Um abraço de saudade...

Se uma imagem vale mais do que mil palavras, um abraço vale mais do um dialeto todo. Por isso, abra os braços, abrace e deixe-se ser abraçado.

E pra você, muitos abraços!

Ih, Falei!

Nenhum comentário:

Postar um comentário