24 de jan de 2012

Luiza, o BBB e a minha opinião!

por Marco Nascimento


Enquanto Luiza estava no Canadá, no Brasil discutia-se um suposto caso de estupro dentro da casa do Big Brother Brasil 12, reality show da rede Globo. Na ocasião, um dos “brothers” é acusado de se aproveitar sexualmente de uma companheira de confinamento, enquanto ela estava desacordada, devido ao grande consumo de bebida alcoólica.

O rapaz foi expulso do programa, enquanto milhares de brasileiros tornaram-se juizes e o julgaram através das imagens que circulam pela internet. Todos estes “juizes” criticaram a postura do rapaz, e colocaram em xeque a atração global. O suposto estupro ganhou as redes sociais, e além de Luiza, que ainda estava no Canadá, foi um dos assuntos mais comentados e discutidos no país.

Claro que não concordo com a atitude do rapaz, e sinceramente não vi as imagens para poder dar meu veredicto de se houve ou não o estupro, mas o fato é que o brasileiro está cada vez mais político e se preocupando com coisas que talvez não tenha tanta importância assim.

Claro que estupro é coisa séria, preocupante, mas milhares de mulheres são estupradas todo o ano, e não vemos esta repercussão toda. Não temos a mesma manifestação por justiça e indignação vista por este suposto estupro, que já foi negado pela suposta vítima.

Dias atrás uma menina de 16 anos foi estuprada e morta em Agudos, cidade do interior paulista, e cadê a revolta? Cadê a indignação? Cadê o pedido por justiça? Cadê a repercussão? O fato foi noticiado por jornais locais e já esquecido.

Estamos vendo a educação brasileira afundar cada vez mais. Pessoas morrem em filas de hospitais a espera por vagas. O trânsito faz cada vez mais vítimas. E todos estão felizes com a Copa do Mundo em nosso país, sem pensar que o dinheiro usado para construir estádios, poderia muito bem ser utilizados na educação ou na saúde.

Luiza já voltou do Canadá, e com status de estrela já fez comercial para a TV, visitou redação de jornal e já tem até fãs. A história envolvendo a jovem é mais uma prova de como o brasileiro tem tempo de sobra e se preocupa mais com bobagens do que com as coisas sérias.

Se o Big Brother Brasil ainda existe, é porque ao mesmo tempo em que critica, o povo brasileiro assisti ao reality. Se Neymar ganha milhões, e professores ganham pouco, pare e pense, estamos dando mais importância a quem mesmo? Se Luiza foi ou voltou do Canadá, e daí? Acho que temos muito mais coisas importantes para nos preocupar, não é Nascimento?


Abraços!

Ih, Falei!

Um comentário:

  1. Putz, concordo em gênero, número e grau. Um texto sucinto, franco e inteligente, digno que alguém que em breve será um grande jornalista e crítico social, tenho certeza. Parabéns Marco. Como sempre espetacular!!! Beijão

    ResponderExcluir