24 de fev de 2011

Reconstruir!

por Marco Nascimento

“Nada está construído na pedra. Tudo está construído na areia. Mas devemos construir como se a areia fosse pedra.”
Jorge Luís Borges



De início consegui construir apenas um barraco. Não fiz nenhum projeto para construí-lo, por isso tudo saiu tão simples e com pouca estrutura, na verdade, quase nenhuma. Sem pensar no que poderia acontecer, o resultado não poderia ser outro, um vento forte o colocou para baixo.

Passado esta experiência, resolvi fazer uma nova moradia. Desta vez usei tijolo e cimento. Minha nova construção foi rápida, porém desta vez tomei um pouco mais de cuidado. Fiz um planejamento, mas a preguiça ou a pressa não me deixou pensar em todas as consequências futuras. Mais uma vez minha casa estava no chão, mas desta vez, devido ao planejamento, algumas paredes ficaram em pé, e não perdi todo o trabalho que havia feito.

Mesmo me sentindo derrotado, não baixei a cabeça e logo pensei em um novo projeto. Agora, muito mais audacioso:

- Vou construir um castelo.

Aproveitei a experiência adquirida nas outras vezes e mais do que isso, busquei novas informações. Novos aprendizados. Desta vez passei com calma por todas as etapas, sem me preocupar com o tempo. Estudei cada tijolo colocado, cada pedaço a ser construído e depois de um longo período meu castelo estava ali, pronto em minha frente. Da maneira que eu queria.

Durante a construção passei por momentos que me fizeram quase desistir, mas resisti, e continuei em busca do resultado final. Depois de tudo pronto a satisfação foi ainda melhor. Vieram ventos, chuvas, raios e trovões, mas nada derrubou o que eu havia construído. Tudo estava lá. Meu esforço valeu a pena.

Estava diante da minha superação, da minha força de vontade, da minha garra, do meu sonho realizado... estava de frente a aquilo que lutei por dias, meses, anos... mas eu queria mais, queria viver novas experiências, queria aprender mais...

Depois de muito pensar, decidi deixar aquilo que construí para trás e lutar por algo novo. Aproveitando-me de toda experiência adquirida, e todo momento vivido, saí sem medo em busca de novos desafios.

Afinal, a vida é feita para se correr riscos, e às vezes é preciso perder, para que possamos ganhar. É preciso reconstruir.

Abraços!

Nenhum comentário:

Postar um comentário