19 de jul de 2011

Ser apenas eu!

por Marco Nascimento

  
Queria pode fechar os olhos e deixar tudo o que passou em um passado que não me pertencesse mais. Ao abrir os olhos novamente, queria poder voltar a ser criança. Como se eu tivesse acabado de nascer.

Queria reaprender a andar, falar e escrever. Sentir novamente a dificuldade de como é ficar em pé sozinho, segurar a mamadeira sem ninguém para ajudar... queria redescobrir a vida.

Tudo o que eu queria era reescrever a minha história. Começar do início... do primeiro dia de vida.

Ter aquele frio na barriga no primeiro dia de aula, e depois não querer sair mais dela. Quase morrer ao ter que trocar de colégio. Contar os minutos para chegar a hora do intervalo, ou “pirar” da aula e ficar em frente a escola conversando com os amigos.

Queria de volta aquela sensação do primeiro amor. Um sentimento único, que não é, e nunca será igual aos demais amores existentes na vida. O primeiro amor é puro, é lindo, é eterno...

Queria ir à luta pelo primeiro emprego e me sentir realizado com o primeiro salário. Passar pela adrenalina do vestibular e sentir feliz ao entrar na faculdade... mesmo tendo o a cara pintada no primeiro dia.

Queria poder reaprender a lidar com pessoas, a ter mais razão do que emoção. A viver sem regras. Queria aprender pensar mais em mim, a ter a certeza que meu futuro depende somente de mim.

Queria poder refazer amizades. A não deixar alguns amigos ir embora. A não me esforçar por outros.

Queria ter a inocência de volta, para poder sonhar com o impossível. Ter a indisciplina de um adolescente, e poder deixar a vida me levar. Queria ter a seriedade de um adulto, sem deixar o espírito de criança morrer.

Queria apenas viver... sorrindo, a minha maneira, sem me preocupar com o que esperam de mim!

Abraços!

Nenhum comentário:

Postar um comentário