23 de set de 2010

Bola na trave!

por Marco Nascimento


Com apenas 18 anos, Neymar da Silva Santos Júnior, ou simplesmente, Neymar, é hoje um dos grandes nomes do futebol brasileiro, mostrando todo seu talento no Santos Futebol Clube, onde começou a jogar profissionalmente em março de 2009.

Os “meninos da vila” – apelido dado a Neymar e outros jovens jogadores do Santos –, trouxeram de volta a alegria jovem ao futebol, fazendo sempre uma festa na comemoração dos gols conquistados pelo time. Cada gol uma dança diferente. O entrosamento do grupo e alegria dos garotos trouxe bons resultados ao clube paulista. Só neste ano, o Santos já foi campeão do Campeonato Paulista e da Copa do Brasil.

O jovem atacante conquistou muitos admiradores por seu talento, conseguindo até receber elogios de torcedores de outros times. Quando da convocação do técnico Dunga para a Copa do Mundo de 2010 na África do Sul, o jogador ficou de fora, causando grande reprovação ao técnico por parte da grande maioria dos torcedores brasileiros.

Enfim a Copa passou, a taça não veio, e a disputa do Brasileirão foi retomada. A cada rodada a disputa pelo título de melhor clube do Brasil esquenta e até os jogadores estão de cabeça quente. Inclusive o jovem Neymar.

Com um talento brilhante, o jovem atacante logo conquistou seu espaço no clube paulista, passando a ser o cobrador oficial de pênalti do time. Porém, após perder a oportunidade de gols em três cobranças de pênaltis, em rodadas distintas, no último dia 15, quarta-feira, em uma partida contra o Atlético-GO, o técnico Dorival Júnior escalou outro jogador, para a cobrança de uma penalidade. Causando assim uma grande ira em Neymar.

Após a decisão do técnico, o jogador, ainda dentro de campo, xingou e discutiu com o comandante do time, além de discutir com outros dois jogadores do time. Edu Dracena, capitão do Santos, e Marquinhos. A confusão ainda teria continuado no vestiário.

Depois de ser muito criticado por torcedores, pela imprensa e demais profissionais do futebol, o atleta pediu desculpas publicamente ao técnico, aos jogadores e aos torcedores do Santos. Como punição, Neymar foi multado em R$ 50 mil – o equivalente a 30% do seu salário – e não foi escalado para o jogo do último domingo, 19, contra o Guarani.

Para a diretoria do clube a punição dada ao jogador estava de bom tamanho, e com isso toda a polêmica estava encerrada, mas para o técnico Dorival Júnior o atleta deveria ficar de fora também do jogo desta quarta-feira, 22, contra o Corinthians, o que desagradou à cúpula santista, gerando assim a demissão do técnico.

Se Neymar trilhou um caminho de sucesso no Santos, Dorival Júnior não ficou atrás. Em 61 jogos no clube, o técnico venceu 37, empatou 8 e perdeu 16. Com isso venceu dois títulos importantes no mesmo ano, fato que não acontecia desde 1968.

Nesta história toda, Neymar começou errando e a diretoria terminou, também errando. O ataque de “estrelismo” do jogador rendeu a demissão de um técnico e mais um capítulo triste na história do futebol. Se Dorival Júnior não respeitou a hierarquia que existe na Vila Belmiro, será que Neymar respeitou?

Como podemos baixar a cabeça a um jogador que não respeita seus companheiros e nem seu superior, e varrer para baixo do tapete algo que pode sim prejudicar o bom futebol que existe em nosso país. Reconheço que Neymar é um grande jogador, com muita habilidade e talento, porém é preciso também ter humildade e respeito, algo que a meu ver ele não teve neste momento. E o pior, que a diretoria apoiou.

Como disse um torcedor do Santos, o clube mostrou, infelizmente, que um jogador apenas é maior que o clube todo. Lamentável.


Em tempo...

A imagem que ilustra este post faz parte das piadas feitas por usuários do Twitter que desde a madrugada de ontem, quarta-fera, 22, espalham fotos, frases e mensagens sobre a polêmica envolvendo Neymar e Dorival Júnior.

Uma das principais brincadeiras é a mudança do nome do clube para “Neymar Futebol Clube”, que já teria até um novo uniforme para o jogador. Veja imagem abaixo.


Abraço!

Nenhum comentário:

Postar um comentário