28 de dez de 2011

Desejos

por Fabi Prado


Meus desejos para 2012 são:

- Menos trânsito em Bauru nos horários de pico.

- Mais respeito pela religião alheia. Me dá nos nervos gente que não respeita a crença dos outros!

- Menos racismo, preconceito ou qualquer outro tipo de atitude atentatória contra qualquer raça que seja.

- Mais chuva. Tem chovido cada vez menos e sabemos o quanto ela é vital a todos os seres.

- Mais emprego, maior salário, melhor distribuição de renda.

- Menos aluguel e mais casa própria.

- Menos ódio e mais amor.

- Menos tapas e mais diálogo.

- Menos tristeza e mais, muito mais alegria.

- Mais saúde, literalmente. Melhores hospitais, mais médicos, mais remédios de alto custo gratuitos, enfermeiros mais humanos (não como aquela louca que matou o cachorrinho na pancada), mais respeito com a integridade alheia.

- Menos fila. Fila no cinema, no banco, no açougue, na padaria, no caixa... Que as filas sumam em 2012! (Odeio filas.)

- Menos sal na comida, menos açúcar na comida, mais atividade física, mais verduras e mais frutas, mais atitudes saudáveis para a mente. (Mente sã, corpo são).

- Mais leitura e menos TV e internet. (Mente sã, corpo são novamente)

- Mais, muito mais paz, luz, energias boas e menos, bem menos energias ruins, vibrações negativas e coisas do tipo.

- Mais reciclagem e menos desperdício.

- Mais vitalidade para um mundo que está adoecendo.

- Menos estresse e mais tranqüilidade.

- Menos famílias desestruturadas e mais famílias bem edificadas.

- Menos drogas ilícitas, menos drogas ilícitas, menos drogas ilícitas e menos drogas ilícitas. As drogas ilícitas são o mal do mundo. Se elas chegassem ao fim, o mundo estaria salvo.

- Menos armas.

- Mais fé na vida, no amor e na luta diária.

- Mais gratidão.

- Mais Deus no coração. Se todas as pessoas soubessem de verdade quem é ELE, o mundo também estaria a salvo.

Desejo que 2012 seja um ano “mais” pra você, pra mim, pra nós todos!

Amigos, findo-me por aqui. Aquele abraço e até a semana que vem, ou melhor, até o ano que vem, se Deus quiser.

Ih, Falei!

Nenhum comentário:

Postar um comentário